Como funciona um scanner de parede?

Um scanner de parede é um equipamento portátil usado para detectar objetos em paredes, pisos e tetos. Os objetos a serem detectados podem ser metais, vigas de madeira, tubos plásticos e cabos elétricos.

Embora existam muitos scanners de parede disponíveis, a maioria se enquadra em duas categorias principais: detectores magnéticos e detectores eletrônicos, que utilizam campo elétrico ou radiofrequência.

Clique aqui e veja os modelos de scanner de parede que comercializamos

Detector magnético

O detector magnético usa ímãs giratórios semelhantes a bússolas. São indicados para localizar vigas de metal ou os pregos e parafusos em vigas de madeira.

Esse tipo de scanner detecta mudanças de densidade em uma parede e funciona bem para paredes cobertas por painéis menos espessos. Não são indicados para paredes de alvenaria ou gesso de várias camadas.

A desvantagem é que os pregos e parafusos não são as únicas coisas nas paredes que registram uma densidade diferente. O scanner pode detectar tubos e fios de forma errada, causando exatamente o problema que você está tentando evitar. É necessária uma certa prática para se usar esse tipo de scanner.

Uma dica é marcar as leituras com um lápis, assim qualquer leitura em um intervalo maior ou menor, que fuja do padrão esperado para a disposição de vigas, pode ser claramente interpretada como outro material, que deve ser evitado.

Scanner de parede eletrônico

A tecnologia evoluiu tanto que o simples detector se transformou em um scanner bastante poderoso e versátil, com a capacidade de localizar não somente pregos, parafusos e hastes metálicas, mas pode ir muito além.

Os scanners de parede eletrônicos usam um campo elétrico ou radiofrequência para localizar parafusos e pregos, e algumas versões, cada vez mais populares, podem encontrar não apenas estruturas, mas também fiação e tubulações dentro das paredes. Simplificando, eles criam um campo elétrico e medem como a parede responde. Espaços vazios afetam menos o campo do que pregos e parafusos, devido à maior densidade dos metais. Alguns scanners podem dizer a diferença entre vigas de madeira e metal e entre metais ferrosos e não ferrosos. Um parafuso de metal é ferroso (contém ferro); um tubo de cobre é não-ferroso.

A maioria dos scanners de parede por campo elétrico também tem a capacidade de detectar tensão na fiação elétrica e com isso indicar a localização de um fio elétrico. Mas eles não podem detectar fios sem tensão ou fios de baixa voltagem, como fio de campainha ou cabo de telefone.

A detecção através de frequência de rádio (RF) surgiu para revolucionar o mercado. Os scanners de parede que usam RF, oferecem uma localização precisa dos objetos dentro de uma parede e podem até gerar imagens 3D, ou seja, com essa tecnologia podemos literalmente ver o que se encontra dentro de uma parede. Esse tipo de scanner é usado também por empresas de controle de pragas pois com ele é possível localizar ratos e outras infestações dentro das paredes de uma residência.

Você já usou um scanner de parede? Comente abaixo a sua experiência!